Por helio.almeida

Minas Gerais - A Polícia Civil prendeu dez jovens de classe alta suspeitos de tráfico de drogas sintéticas em festas de música eletrônica de Minas Gerais. Os investigadores se infiltraram em boates e festas realizadas em chácaras. Um dos presos é Alison de Freitas Neto, de 30 anos, suspeito de ser a ponte entre os vendedores e os usuários de ecstasy.

Suspeitos de tráfico de drogas sintéticas são apresentados na delegaciaReprodução Internet

Com o grupo foram encontrados mais de dois mil comprimidos de ecstasy. A polícia começou a investigar o grupo há quatro meses. A ação do grupo foi comprovada depois que os telefones dos suspeitos foram grampeados. Segundo a polícia, eles realizavam festas até em helicópteros. Imagens divulgadas pela polícia mostram um dos jovens no lugar do copiloto na aeronave.

Alison faria parte de um esquema nas cidades de Uberlândia e Araguari, na região do Triângulo Mineiro. Ele e outros nove envolvidos estão presos. Todos devem responder por tráfico e associação para o tráfico. O advogado de Alison com pedido de liberdade provisória, alegando que ele não é traficante, e sim usuário de drogas.

Você pode gostar