Por helio.almeida

Sergipe - A cantora RiTa Lee indenizou três processos que militares que entraram com uma ação por danos morais contra a artista devido as críticas feitas por ela durante um show em janeiro de 2012, na Barra dos Coqueiros, em Sergipe. Durante a apresentação, os agentes revistavam o público em busca de drogas. A roqueira interrompeu o show para reclamar da ação, por entender que eles estavam sendo agressivos, e xingou os militares.

Rita Lee desacatou policiais e terá que pagar indenizações Divulgação

O apagamento foi feito de forma espontânea e cada um dos três policiais recebeu R$ 6.519, de acordo com a Associação dos Militares de Sergipe (Amese). Rita já havia sido condenada a indenizar sete policiais em R$ 5 mil. Ela apresentou recursos ao Tribunal de Justiça contra a condenação, que foram negados. A defesa da cantora então recorreu da condenação ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas teve recurdo rejeitado.

Há ainda mais 25 ações contra Rita Lee e que ainda não foram julgadas no TJ de Sergipe, além dos sete processos nos quais a cantora já foi condenada. Os pedidos da cantora não chegaram a ser analisados por nenhum ministro do STF, por ausência de "repercussão geral". Como os recursos não foram analisados, os processos serão retomados, já que a análise das ações estava parada à espera de uma decisão do STF.

Você pode gostar