'Cardeal' do brizolismo troca o PDT pelo PSB

Pedetista histórico se cansa de brigar com Lupi e pula o alambrado. ‘O PDT não tem mais jeito’, desabafou ontem

Por O Dia

Rio - Pedetista histórico, Vivaldo Barbosa desistiu de vez da legenda fundada por Leonel Brizola há mais de três décadas e assinou sua desfiliação ontem. Líder do Movimento de Resistência Leonel Brizola (MRLB), que coexistiu no PDT com o grupo do presidente nacional do partido, Carlos Lupi, para tentar tirá-lo do poder, Vivaldo jogou a toalha.

“O PDT não tem mais jeito. Fiz todo o possível. Movi ação judicial, fiz manifestação na rua... Não deu certo”, desabafou Vivaldo ontem. O ex-secretário de Justiça de Brizola vai partir de mala e cuia para o PSB — a filiação será na segunda-feira.

“O PSB é o partido mais próximo do PDT. Já teve a presença do (Miguel) Arraes, e juntar os brizolistas com os arraesistas é encantador”, explicou Vivaldo, que admitiu também ter pensado em ir para o Psol. Mas desistiu enquanto ainda era tempo: “O Psol tem muitas correntes. Não estou acostumado a lidar com isso, que o PDT nunca. E me disseram que a nossa entrada seria mais uma corrente.” Vivaldo calcula que levará com ele uns “20 ou 30” pedetistas do MRLB.

Também pesou na decisão de Vivaldo ir agora para o PSB o fato de o presidente regional do partido, Alexandre Cardoso, estar de saída. “Apostei que ele estava saindo, por isso avancei nas conversas. As posições dele não seguem o caminho socialista. Essa participação no governo Cabral...” O agora ex-pedetista se alinha com o que pensa o presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, mas acha que a candidatura do pernambucano à Presidência é assunto que só deve ser tratado em 2014.

Enquanto isso, o agora ex-PSB Romário esteve ontem com Anthony Garotinho, mas não se filiou ao PR, como era esperado. A assessoria do ex-jogador informou que a adesão não está descartada, mas também não está prometida.

Últimas de _legado_Brasil