Por bferreira

Paraíba - Um preso da Penitenciária Padrão de Santa Rita, na Região Metropolitana de João Pessoa (PB), surpreendeu a direção da unidade com seu ‘talento’, mantido em segredo até terça-feira à noite.

Sabonete foi a matéria-primaDivulgação

Em sua cela, foi encontrada uma máscara muito parecida com o rosto de um dos agentes penitenciários do local. Feito com restos de sabonete e corante, o objeto foi encontrado porque havia denúncias de que um grupo de detentos tinha um plano de fuga em curso.

“Ficamos sabendo que os presos estavam fazendo máscaras para fugir. Mas o apenado nos informou que é artista plástico, e que o material fabricado foi apenas uma forma de homenagear o agente”, explicou o secretário de Administração Penitenciária do Estado, Wallber Virgolino.

Ainda segundo Virgolino, se o preso puder comprovar que é mesmo um artista plástico, será incentivado a fazer outras peças: “A máscara é bem semelhante às feições do servidor. Vou comprar mais sabonete para que ele possa continuar fazendo o trabalho artesanal, o que faz parte da ressocialização.”

O ‘escultor’ da Santa Rita, que não explicou por que mantinha sua ‘obra de arte’ escondida dos agentes penitenciários, tem 31 anos e está preso há cerca de dois por roubo.

Você pode gostar