Prostitutas poderão aceitar cartões de crédito e débito em Minas Gerais

Programas poderão ter seus pagamentos parcelados

Por O Dia

Minas Gerais - O serviço das profissionais do sexo de Minas Gerais tem uma novidade. As prostitutas agora aceitarão cartões de crédito e débito como forma de pagamento. A Caixa Econômica Federal firmou convênio com a Associação de Prostitutas do estado, reconhecendo essas mulheres como autônomas. Os programas, inclusive, poderão ter seus pagamentos parcelados.

Prostitutas abriram conta na Caixa e terão imposto zero, entre outros benefíciosDivulgação

Segundo a presidente da Associação de Prostitutas, Maria Aparecida Vieira, a Cida, 46 anos, 20 garotas de programas de Belo Horizonte já abriram conta na Caixa e devem receber as máquinas para debitar e creditar os valores ainda neste mês. Cida afirma que o convênio foi feito em outubro, mas divulgado somente nesta terça-feira.

As prostitutas terão também cobertura de previdência social, salário maternidade, pensão por morte, auxílio reclusão, aposentadoria por idade e invalidez, auxílio doença, custo zero para formalização, imposto zero para o governo federal, talões de cheque, cheque especial e dinheiro para capital de giro.

Últimas de _legado_Brasil