Sessão termina em pancadaria em São José do Rio Preto

Confusão começou quando parlamentares inocentaram colega que agrediu menor

Por O Dia

São Paulo - A sessão da Câmara de São José do Rio Preto (SP) terminou em confusão e pancadaria na noite desta terça-feira depois que veredores inocentaram o parlamentar Fábio Marcondes (PR), que na última semana agrediu com um tapa no rosto um adolescente de 17 anos. Quatro pessoas foram presas.

Confusão generalizada fora da CâmaraReprodução Internet

Após vereadores arquivarem pedidos de abertura de Comissão Processante para investigar quebra de decoro do político, os manifestantes protestaram e entraram em confronto com a Guarda Municipal. Um grupo começou a atear fogo em sacos de lixo que estavam nas ruas. Cinco garrafas com coquetel molotov foram encontradas.

Um vereador ficou ferido na cabeça e um jovem que participava do protesto levou pancadas nas costas. Quatro pessoas foram detidas e também fizeram boletins de ocorrência contra a GM, por agressão. A Câmara ainda não se manifestou sobre o ocorrido.

Os pedidos eram para que os vereadores abrissem um processo para cassar o mandato de Marcondes por quebra de decoro parlamentar. O resultado da votação foi 11 votos contrários e quatro a favor e o parlamentar escpaou.

Marcondes se desentendeu com integrantes da Associação de Amigos dos Mananciais, que acusam o vereador de articular junto a outros vereadores para rejeitar o projeto que daria a associação o título de entidade de utilidade pública, que ele considera organização partidária. A agressão ao menor foi registrada e as imagens foram postadas na internet. Segundo vereador, a reação foi após ter sido agredido.

Últimas de _legado_Brasil