Por thiago.antunes
Brasília - A presidenta Dilma Rousseff dá sinais de que recuperou a popularidade perdida após as manifestações de junho. Pesquisa Datafolha divulgada ontem no site do jornal “Folha de S.Paulo” mostra que, se as eleições de 2014 acontecessem hoje, a petista venceria no primeiro turno, com 47% dos votos. A simulação considera uma disputa com o senador Aécio Neves (PSDB), que ficaria com 19%, e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), que somaria 11% do total.

Votos em branco ou nulos seriam a opção de 16%, e outros 7% responderam que não saberiam em quem votar. Para o levantamento, foram entrevistadas 4.557 pessoas em 194 municípios na quinta e na sexta-feira. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Na projeção feita em outubro, Dilma tinha 42% dos votos, e Aécio, 21%. Já Eduardo Campos pontuava 15%.

Dilma também venceria eventual candidatura de Joaquim BarbosaReuters

Se Dilma disputasse uma eleição em que o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, fosse candidato, ela também venceria. A presidenta seria reeleita com 44% e também venceria no primeiro turno. Barbosa teria 15%. Aécio ficaria com 14% e Campos, 9%.

Já na corrida eleitoral com Marina Silva (PSB) como adversária, Dilma teria de enfrentar uma disputa no segundo turno. A petista ficaria com 41%, contra 24% da ex-senadora e 19% de José Serra — total de 43%. A pesquisa também analisou a possibilidade da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O líder petista provou mais uma vez ter uma alta popularidade. Ele venceria a disputa no primeiro turno em todas as quatro simulações. Numa delas, contra Aécio, ganharia com 56% dos votos, enquanto o tucano teria 16% e Campos ,8%.
Publicidade