Por adriano.araujo

Brasília - A presidenta Dilma Rousseff interromperá suas férias para visitar nesta sexta-feira as áreas afetadas pelas chuvas em Minas Gerais. De acordo com o ministro da Integração Nacional, Francisco José Teixeira, durante a visita a presidenta vai oferecer ajuda ao governador de Minas, Antonio Anastasia (PSDB). Dilma embarcou com a família hoje para a Base Naval de Aratu, próximo a Salvador, onde passará o réveillon. Número de vítimas no Estado chegou a 18.

"Estamos indo amanhã com a presidenta para poder oferecer ajuda que já foi oferecida por mim, enquanto ministro, ao governador do estado de Minas. Também queremos disponibilizar esta ajuda para o estado e já estamos envidando esforços para ajudar os municípios mais afetados", disse nesta quinta-feira o ministro que acompanhará a presidenta na viagem.

Segundo Teixeira, o governo já se reuniu com a bancada federal do estado e com quatro prefeitos das principais cidades para definir a ajuda. Teixeira disse que as novas medidas publicadas hoje no Diário Oficial da União vão agilizar o repasse de verbas para a execução de ações de resposta e recuperação nas áreas atingidas por desastres.

"Com essa nova medida provisória o componente se torna mais ágil. Vamos poder agora liberar de uma forma menos burocratizada, mais imediata, os recursos para poder reconstruir pontes, estradas, habitação para as populações que têm que sair da área de risco, drenagem urbana. Tudo aquilo que é necessário para reconstruir e para previnir novos desastres serão feitas em uma velocidade muito maior do que está sendo feita hoje", disse Teixeira.

A Medida Provisória (MP) publicada hoje altera a Lei nº 12.340, de 1º de dezembro de 2010, que dispõe sobre as transferências de recursos da União aos órgãos e entidades dos estados, do Distrito Federal (DF) e dos municípios. De acordo com o ministro as medidas se aplicam a qualquer caso de desastre natural no país, tanto com relação a chuvas, desmatamentos e a seca. "O governo federal vai liberar os recursos e só depois é que vamos avaliar os projetos e prestar contas destes recursos. Os valores serão liberados conforme os custos apresentados no plano de trabalho, de acordo com a necessidade e em função do nível do desastre", complementou o ministro.

A morte de Maria Conceição Aparecida do Nascimento, de 56 anos, em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, a 278 quilômetros (km) de Belo Horizonte, elevou para 18 o número de mortos em Minas Gerais em consequência de acidentes causados pelas chuvas neste fim de ano, sendo 17 este mês e um em outubro. Maria foi vítima de um deslizamento de encosta sobre sua casa, na Rua Miguel Marcos Peres, no bairro Jardim Natal, segundo a Defesa Civil de Minas Gerais, e seu corpo só foi resgatado por volta de 00h30 desta quinta-feira pelo Corpo de Bombeiros.

Mortes no Espírito Santo por chuvas chegam a 27, diz Defesa Civil

Boletim da Defesa Civil do Espírito Santo, divulgado no fim da tarde desta quinta-feira, aponta que 27 pessoas morreram em decorrência das chuvas no estado. Entre as causas estão soterramento, afogamento e infarto. Hoje, foram registradas cinco mortes no município de Baixo Gandu, duas em Colatina e uma em Barra de São Francisco.

Segundo a Defesa Civil, 52 municípios foram afetados pelos temporais. O governo decretou situação de emergência em todas atingidas. Mais de 61 mil pessoas tiveram que deixar as casas. Dessas, 5.689 estão em abrigos e 55.690 estão em casas de parentes e amigos. Há localidades sem comunicação, água potável e energia elétrica.

>>> GALERIA: Confira imagens das inundações

Chuva causa estragos e mortes no Espírito SantoDivulgação

Devido às chuvas, 78 bombeiros da Força Nacional de Segurança e 24 do Rio de Janeiro, além de 150 fuzileiros, também do Rio, estão ajudando no resgate das vítimasl, com embarcações.

O Ministério da Saúde enviou hoje a segunda remessa de medicamentos para o estado. Além disso, dois coordenadores da Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) serão deslocados para avaliar, junto com as autoridades locais de saúde, a necessidade do envio de equipamentos hospitalares e equipes especializadas em cirurgia para atendimentos de urgência em hospitais do norte do Espírito Santo.

Você pode gostar