Por clarissa.sardenberg
Brasília - A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal informou nesta sexta-feira que foi aberto um processo administrativo disciplinar para apurar o uso de celular pelo ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu. O anúncio acontece após o secretário do governo da Bahia, James Correia, afirmar ter conversado por celular com o petista.

James Correia disse ter conversado com Dirceu pelo celular de um amigo em comum que visitou o ex-parlamentar no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, de acordo com reportagem do jornal Folha de S. Paulo.

A secretaria afirmou que o prazo para conclusão da investigação é de 30 dias e que o resultado será encaminhado para vara de Execuções Penais.

Correia nega que tenha havido privilégio a Dirceu dentro da cadeia. "Ele é uma das pessoas mais vigiadas na questão de não ter regalias. Em breve, poderá falar o dia inteiro ao telefone, porque estará trabalhando."
Publicidade
O ex-ministro da Casa Civil aguarda pedido de autorização para trabalhar num escritório de advocacia de Brasília. Antes disso, desistiu do posto de gerente-geral de um hotel, com salário mensal de R$ 20 mil, por causa da repercussão da solicitação.
José Dirceu, no momento em que se entregou à Polícia Federal em São PauloEstadão Conteúdo