Por daniela.lima

São Paulo - A Justiça determinou neste domingo que a Polícia Militar reforce a segurança durante “rolezinho” do Shopping Interlagos, na zona sul de São Paulo. A liminar da juíza Carolina Nabarro Munhoz Rossi é uma resposta à ação da associação dos lojistas do shopping.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP) informa que ficará nas imediações do local e “agirá somente se houver alguma ocorrência de crime ou tumulto”. 

Rolezinho em SPReprodução Internet


Outros dois shoppings de São Paulo obtiveram decisões favoráveis na Justiça e conseguiram vetar "rolezinhos" neste fim de semana. O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) restringiu a participação de grande quantidade de pessoas nos shoppings Aricanduva, na zona leste, e Mauá Plaza, no ABC, agendados pelas redes sociais para este fim de semana.

Em sua decisão, o desembargador Rômolo Russo, da 11ª Câmpara do Direito Privado do TJ-SP afirmou não ver impedimento legal para a realização dos rolezinhos, porém, disse que os centros comerciais não possuem estrutura adequada para receber multidões de pessoas de uma só vez e garantir sua segurança.

“É fundamental salvaguardar a vida, a integridade física, a paz pública e o patrimônio material, moral e intelectual de todos. Por isso, não é viável a admissibilidade do “rolezinho” nos shoppings, ainda mais porque a experiência mostra que são poucas as saídas de emergência e que normalmente não há rotas de fuga, o que torna superlativa a cautela deste caso”, afirmou.

Assim, o desembargador atendeu parcialmente o pedido de veto do rolezinho feito pela Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop).

Você pode gostar