Quadrilha presa por contrabando contava com ajuda de policial civil

Grupo movimentava cerca de R$ 3 e R$ 4 milhões por mês

Por O Dia

Paraná - Uma quadrilha especializada em contrabando de cigarros do Paraguai foi presa na manhã desta quinta-feira, no Paraná. O grupo atuava na região sudoeste do estado e no Rio Grande do Sul com o apoio de um policial civil, que também foi preso durante a operação. O oficial era responsável por identificar a presença de outros policias na região, segundo a Polícia Federal.

Para o transporte%2C quadrilha utilizava caminhões e carretas com fundos falsosReprodução

A quadrilha também contava com o apoio de moradores, que tinham a função de vigiar a movimentação de possíveis interceptações no local. As investigações começaram em julho de 2013. A quadrilha usava as regiões de Foz do Iguaçu e Guaíra, ambas na fronteira com o Paraguai, para entrar com o produto de maneira ilegal no país. Já no Brasil, seguiam até Dois Vizinhos, cidade que funcionava como entreposto para a mercadoria que tinha como destino o estado do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Segundo a polícia, a quadrilha movimentava cerca de R$ 3 e R$ 4 milhões ao mês. O bando utilizava uma empresa fantasma para movimentar o dinheiro, além de dois laboratórios de análises clínicas instalados em Francisco Beltrão.

Últimas de _legado_Brasil