Governo do Ceará lança plano de segurança para ônibus

Coletivos vêm sofrendo com ataques desde o último domingo

Por O Dia

Ceará - A Secretaria de Segurança Pública do Ceará inaugurou na última terça-feira uma operação de monitoramento e escolta de 40 linhas de ônibus em diferentes pontos da capital nordestina. A ação é uma resposta a onda de ataques a coletivos em Fortaleza, iniciada no domingo. Em apenas quatro dias, oito ônibus foram queimados ou danificados por
vândalos.

Por coincidência ou não, os ataques começaram no mesmo dia que o traficante Henrique de Souza Monteiro foi assassinado na unidade prisional de Itaitinga. Ele foi encontrado com sinais de agressão e tortura em um dos banheiros do presídio.

Coletivos do estado vêm sofrendo com ataques desde o último domingoReprodução Vídeo


Além dos ataques, bandidos também atiraram contra a fachada da Secretaria de Justiça e Cidadania do bairro turístico de Iracema. Hoje, a polícia prendeu um suspeito de liderar a onde de violência e de fazer parte do grupo de Henrique Monteiro. Cinco suspeitos já foram deidos desde o início dos ataques, no domingo. O sindicato de ônibus de Fortaleza, o Sindônibus, estima um prejuízo de R$ 1 milhão.

Últimas de _legado_Brasil