Militares do DF se reúnem para discutir reajuste salarial

'Nossa proposta é uma reestruturação completa da carreira, com aumento linear do salário', disse sargento

Por O Dia

Agentes penduraram algemas em protestoAgência Brasil

Brasília - A Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares do Distrito Federal (Aspra-DF) se reúne ainda na manhã desta quarta-feira para discutir sobre os decretos assinados nesta terça pelo governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, que reajustam os valores dos auxílios-alimentação e moradia dos policiais e bombeiros militares da ativa e aposentados do DF. Os decretos foram publicados nesta quarta noDiário Oficial do Distrito Federal.

Segundo o vice-presidente da Aspra, sargento Manoel Sansão, não se esperava que o governo decretasse o reajuste, já que a categoria havia rejeitado a proposta anteriormente. “Os praças estão decepcionados. A Aspra não concorda com este reajuste que só beneficiou os oficiais. Nossa proposta é uma reestruturação completa da carreira, com isonomia e aumento linear do salário”, disse o sargento.

Segundo nota do governo do DF, a decisão de manter a proposta foi aprovada depois de ouvir os comandos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar. Mas para o sargento Sansão não é possível um grupo de oficiais decidir por toda corporação.

“Vamos analisar a situação e se for preciso, entraremos na Justiça para tentar embargar a decisão”, explicou.

Últimas de _legado_Brasil