Por thiago.antunes

Rio - O deputado federal Alfredo Sirkis (PSB) decidiu se apresentar como pré-candidato ao governo do Rio. Assim, ele passa a ser uma alternativa de palanque para Eduardo Campos e Marina Silva, que estão no mesmo partido do ex-verde e devem concorrer, respectivamente, a presidente e a vice.

A outra opção de ‘base’ no Rio para o PSB é o também deputado federal Miro Teixeira, que é pré-candidato ao Palácio Guanabara e só está no Pros porque Marina não conseguiu formalizar seu partido, a Rede Sustentabilidade. Até junho, Miro e Sirkis vão decidir se confirmam suas candidaturas ou se integram uma chapa única.

Em seu blog na quinta-feira, Sirkis deixou claro estar em busca do eleitorado que, em 2010, votou em Fernando Gabeira para governador e em Marina para presidenta. “Há um vazio assustador no debate para o governo do Rio. Não há uma voz que fale pelos setores mais modernos da sociedade e assuma suas bandeiras. O espaço para um eleitorado de centro esquerda, centro radical e verde que representou mais de 20%, em 2010, no âmbito estadual, e mais de 30% no voto presidencial Marina Silva não está presente”, escreveu o parlamentar.

No blog, Sirkis também deu uma pista de como será sua pré-campanha: “É preciso transformar totalmente a postura ética e o estilo de governança (no Rio) e rever diversos pontos críticos mantendo e ampliando, no entanto, os avanços registrados particularmente na área de segurança.”

No dia 11, Sirkis declarou ao DIA: “Tenho visto meu nome ser levantado (como pré-candidato do PSB), mas ainda não tive oportunidade de conversar sobre isso com o governador (de Pernambuco) Eduardo Campos. Não houve convite, isso é uma especulação prospectiva. Não está no meu plano de vida essa questão.”

Você pode gostar