Por clarissa.sardenberg

Minas Gerais - Um tiroteio entre assaltantes e policiais civis deixou ao menos nove mortos e cinco feridos na madrugada deste sábado, em Itamonte, em Minas Gerais. Segundo a Policia Civil, a quadrilha fazia ações em cidades no enterior de MG e SP. Entre os feridos está um policial civil que participou da ação.

Os assaltantes explodiram caixas eletrônicos do Banco Bradesco por volta das 2h, de acordo com a polícia. Eles foram cercados por policiais durante a ação e a troca de tiros começou. A quadrilha estava dividida para assaltar duas agências na cidade. O policial ferido no confronto foi atingido no ombro por uma bala de fuzil. Ele foi socorrido de helicóptero e levado para SP. Os corpos foram levados para o IML de São Lourenço, Minas Gerais.

Segundo a polícia, oito dos suspeitos eram de Mogi das Cruzes, em Sâo Paulo, e um de Itanhandu, em Minas Gerais. De acordo com o chefe do Departamento de Polícia de Pouso Alegre (MG), João Eusébio Cruz, a quadrilha já vinha sendo investigada há pelo menos três meses. Ele acredita que a quadrilha seja formada por 20 pessoas. Mais de 100 policiais civis e militares de Minas Gerais e de São Paulo participaram da ação, além da Poícia Rodoviária Federal.

Foram apreendidos fuzis, espingardas calibre 12, pistolas, dinamites, munições e coletes à prova de bala com a quadrilha em itamonte. 

De acordo com a Polícia Civil de Mogi das Cruzes, um homem de 26 anos foi preso em um condomínio de luxo na cidade de Arujá (SP). Na residência foram encontrados veículos e dinheiro marcado com tinta vermelha, indicando que as notas são provenientes do sistema de segurança dos caixas eletrônicos.


Você pode gostar