Por helio.almeida

Brasília - O ex-ministro José Dirceu, condenado do Mensalão, foi fotografado dentro do Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. Diferentemente das últimas imagens do petista antes de entrar no persídio, o ex-chefe da Casa Civil do governo Lula apareceu mais magro e abatido. Uma sindicância deve ser aberta para apurar o vazamento da imagem.

As fotos foram publicadas pela revista Veja, mostrando um Dirceu na biblioteca do presídio. A suspeita inicial é de que as imagens tenham sido feitas por uma microcâmera, cuja entrada no presídio pode ter ocorrido por falha de segurança da Papuda.

Na imagem%2C Dirceu aparece magro e abatidoReprodução Internet

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal pretende abrir sindicância na próxima segunda-feira para investigar as condições em que o ex-ministro foi fotografado, já que detentos não podem ser fotografados, e se houve participação de servidores na produção e vazamento das fotos.

Dirceu cumpre desde novembro do ano passado, a pena de 7 anos e 11 meses em regime semiaberto. Além dele, outros condenados do mensalão estão na Papuda. Entre eles o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, o ex-deputado João Paulo Cunha e o operador do mensalão, Marcos Valério.

A defesa de Dirceu aguarda que a Vara de Execuções Penais (VEP) julgue o pedido de trabalho externo que pode autorizar o ex-ministro a passar o dia fora da Papuda. Ele recebeu uma proposta de emprego do escritório do advogado José Gerardo Grossi, que pretende pagar salário de R$ 2,1 mil para o antigo Chefe da Casa Civil do governo do ex-presidente Lula.

Você pode gostar