Motorista bêbado mata pedestre em Campinas e foge

Homem de 31 anos foi preso após atropelar e matar mulher de 43 anos. Ele voltava de um bar com um amigo e estava em alta velocidade

Por O Dia

São Paulo - O técnico em eletrônica Leandro Antunes do Nascimento, de 31 anos, foi preso depois de atropelar e matar a doméstica Sheila Ferreira Farias, de 43 anos, neste domingo à noite, na Avenida Carlos Grimaldi, no Jardim Conceição, em Campinas. Ele fugiu sem prestar socorro. Segundo a Polícia Militar (PM), Nascimento estava embriagado. No local do atropelamento, ficou o capô e a placa do carro. Sheila chegou a ser socorrida pelo Samu na própria via, mas não resistiu aos ferimentos.

Na fuga, o técnico em eletrônica bateu em dois carros que estavam estacionados na Rua Arlindo Carpino, no Novo Taquaral. Não havia ninguém nos veículos, mas um dos donos o perseguiu e conseguiu detê-lo quando o carro em que estava, um Peugeot, apresentou uma falha mecânica (morreu) perto da Favela Moscou, no bairro São Quirino.

Alta velocidade

A tragédia ocorreu em frente à casa da vítima às 20h56. Segundo vizinhos, ela voltava de um bar com o companheiro e foi atingida quando estava no meio-fio do canteiro central da via. Seu corpo foi arremessado a cerca de 30 metros. "O motorista estava em alta velocidade e não parou", contou uma moradora, que não quis ser identificada.

No trecho, o limite de velocidade é de 60 km/h. Segundo a polícia, o técnico voltava de uma festa sertaneja, onde havia bebido. Ele estava na companhia de um amigo. Dentro do carro, a polícia achou uma garrafa de vodca e uma coqueteleira. Nascimento se recusou a fazer exames para confirmar a embriaguez, mas a polícia verificou que ele tinha fala desconexa, olhos vermelhos, forte odor de álcool e desordem nas vestes.

A fuga

Segundo testemunhas, o Peugeot passou em alta velocidade pela Avenida Heitor Penteado, em volta da Lagoa, e depois seguiu sentido ao São Quirino. Neste trajeto ele bateu contra um Renault Mègane que foi arremessado contra um Ford Fiesta. Mesmo assim, o acusado seguiu com a fuga até o veículo morrer.

Os donos dos veículos estavam nas proximidades e presenciaram o acidente. O dono do Mègane seguiu o técnico e o deteve até a chegada da PM. Outra equipe da polícia que foi chamada no local do atropelamento encontrou a placa e o capô do Peugeot. "Ele recebeu várias multas administrativas, inclusive com a apreensão da CNH e vai responder por homicídio culposo [não há a intenção de matar], sem direito a fiança" , disse o sargento Marcos Aparecido Rodrigues.

Com informações de Alenita Ramirez

Últimas de _legado_Brasil

28/05/2016 - _legado_Brasil

Detentos recebem visita uma semana após rebeliões e mortes

Fortaleza - O movimento de pessoas na portaria do Complexo Penitenciário de Itaitinga 2, a cerca de 30 quilômetros de Fortaleza, era intenso por volta das 7h30 d...