Por leonardo.rocha

Rio - O governador do Estado São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou nesta quinta-feira que o projeto de retirada de água de uma represa na bacia do Rio Paraíba do Sul, no Vale do Paraíba, para suprir o Sistema Cantareira, maior fonte de abastecimento para a Grande São Paulo, não vai prejudicar o abastecimento no Rio de Janeiro.

Geraldo Alckmin%2C governador de São PauloAgência Brasil


Durante entrevista em Campinas, Alckimin afirmou que dará todas as garantias de que o projeto será beneficiário para ambos os estados, além de dizer que é preciso ter um aproveitamento melhor das águas brasileiras.

O governador apresentou o projeto de um duto que ligaria o reservatório Jaguari, na bacia hidrográfica do Paraíba do Sul, ao reservatório Atibainha, no Sistema da cantareira.

O Rio de Janeiro já transpõe água da bacia do Paraíba para abastecer suas cidades e estuda os possíveis prejuízos locais dessa nova transposição proposta por São Paulo.

Geraldo Alckmin ressaltou ainda que a retirada de água para o Cantareira só acontecerá quando os níveis de seus reservatórios ficarem abaixo de 35%. Hoje eles estão com 14,6% de sua capacidade.

Você pode gostar