Onze pessoas desaparecem em rompimento de barragem no Amapá

Acidente ocorreu por volta das 3h da manhã deste sábado causado pelo rompimento de uma braçadeira de uma barragem do rio

Por O Dia

Amapá - Onze pessoas estão desaparecidas por causa de um rompimento na barragem da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio, no município de Laranjal do Jarí (AP), informou a Secretaria de Comunicação do governo estadual neste sábado.

O acidente ocorreu por volta das 3h da manhã deste sábado, causado, segundo as primeiras informações, pelo rompimento de uma braçadeira da parte de uma barragem de desvio do rio. O barranco cedeu sobre um guindaste e não atingiu moradias, pois se trata de uma barragem secundária, distante das vilas.

O Corpo de Bombeiros da 7ª Companhia, com base em Laranjal do Jarí, fez o atendimento e equipes de mergulhadores de Macapá foram enviadas para ajudar nas buscas dos trabalhadores desaparecidos.

O barranco cedeu sobre um guindaste e não atingiu moradiasTCE/ Divulgação

Segundo nota do governo do estado, todas as providências relativas à segurança já foram tomadas e somente após realizada a perícia pela Polícia Técnico-Científica do Amapá e pelo Corpo de Bombeiros será possível afirmar as causas do acidente.

O governador Camilo Capiberibe, acompanhado do comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Miguel do Rosário, e do secretário da Indústria e Mineração, José Reinaldo, se deslocou para o município para acompanhar o caso e tomar todas as medidas necessárias.

Segundo a EDP, concessionária que constrói a usina, a hidrelétrica de Santo Antônio do Jari começou a ser construída em 2011 com previsão de entrar em operação em 2015. Contará com quatro turbinas e capacidade instalada de 373,4 megawatts. A área total do reservatório é de 31,7 quilômetros quadrados com capacidade para 133,39 milhões de metros cúbicos.

Últimas de _legado_Brasil