Por leonardo.rocha
Mulher que matou colega com óleo fervendo é presaDivulgação / Polícia Civil

Minas Gerais - Uma mulher identificada como Luercilaine das Neves Delfino, de 28 anos, foi presa após confessar ser autora da morte de uma colega de quarto, em Santa Luzia, na região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com informações da Polícia Civil, Luercilaine teria jogado óleo quente no rosto da vítima durante uma discussão. O crime ocorreu em março de 2013.

À imprensa, ela disse que a vítima a atormentava: “Eu estava com raiva dela. Ela ficava me humilhando, me atormentando, e ainda deixava claro que era de propósito. Perdi a noção, só isso".

A vítima, Tatiele de Matos, de 21 anos, chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A acusada estava foragida desde o dia do crime e, foi presa em Vitória, no Espírito Santo.

Luercilaine aguarda julgamento detida, no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) Centro-Sul do Bairro Santo Antônio, em BH. Ela foi indiciada pelo crime de homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e por impossibilitar a defesa da vítima. Se condenada pode pegar até 30 anos de cadeia.

Você pode gostar