Por tamara.coimbra

São Paulo - A escassez de água em São Paulo é tão grande, que a Polícia Civil indiciou nesta quinta-feira sete estabelecimentos comerciais sob suspeita de furto de água. A Delegacia de Crimes realiza uma operação denominada "Gato Escaldado" contra Órgãos e Serviços Públicos, e flagraram técnicas para impedir o registro correto do consumo.

Entre elas, o uso de um ímã potente, que ao ser colocado próximo a um hidrômetro trava o ponteiro que mede a vazão da água. Com isso, a Sabesp instalou no lugar um hidrômetro "blindado" aprova do ímã. Segundo a polícia, dois proprietários confessaram ter contratado uma pessoa para alterar os aparelhos. Eles foram detidos, indiciados e liberados após pagar a fiança.

Você pode gostar