Por fernanda.magalhaes

Espírito Santo - Um frentista de 32 anos foi preso nesta quarta-feira, em Guarapari (ES), suspeito de assediar, através de uma rede social, uma menina de nove anos. O homem, que é conhedido da família da vítima, conversava com a criança pela internet e enviou-lhe uma foto onde aparece nu, segundo informações da polícia. A mãe da menina leu as conversas, chamou a polícia e entregou uma cópia das mensagens.

Levado para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ), o frentista foi detido mas pagou fiança no valor de R$ 7.240 e foi liberado. O suspeito foi autuado por assédio mas não foi identificado pois o delegado Tiago Dorneles, que cuida do caso, teme pela vida do homem.

A troca de mensagens entre o homem e a menina de nove anosReprodução TV

A troca de mensagens durou dois dias. O frentista começa fazendo elogios a criança e pergunta a idade dela. Quando a menina responde, ele diz que é quatro vezes mais velho. Ele também pede para que ela não mostre as mensagens para a mãe e apague os diálogos. Depois, manda uma foto íntima para a criança e pede que ela faça o mesmo.

No entanto, o homem afirmou para a polícia não saber que a mãe da vítima tinha a senha da rede social da filha. A mãe, ao ver a foto enviada pelo frentista, acionou a polícia.

"Assim que a mãe recebeu a mensagem, ela trouxe o celular da filha e mostrou para os policiais as mensagens envolvendo conteúdos eróticos e fotos do suspeito de crime virtual", disse o delegado.

Dorneles afirmou que o homem é conhecido da família e que todos moram no mesmo bairro. "Hoje é imprescindível que os pais monitorem o Facebook, as redes sociais dos filhos, principalmente das crianças que são mais inofensivas e estão sujeitas a esse tipo de manipulação por pessoas que se aproveitam da fragilidade delas para levantar algum tipo de vantagem sexual", destacou o delegado.

Você pode gostar