Morre o cantor Jair Rodrigues aos 75 anos em São Paulo

Ainda não se sabe o motivo da morte. Artista estava em casa

Por O Dia

São Paulo - O cantor Jair Rodrigues, de 75 anos, morreu na manhã desta quinta-feira em São Paulo. De acordo com a produtora do cantor, a JRC Produções, o músico estava em casa, em Cotia (SP). Por volta das 11h10, a família ainda aguardava a chegada da perícia. Não foi divulgada a causa da morte. 

Segundo a emprega doméstica de Jair, o cantor foi dormir normalmente na noite desta quarta-feira e foi encontrado morto na cama.

Nascido em Igarapava, São Paulo, em 6 de fevereiro de 1939, Jair Rodrigues de Oliveira era um dos mais populares cantores brasileiros. No início da carreira, nos anos 1950, participou de programas de rário no interior de São Paulo e em shows de calouros.

>>>Galeria: Confira a trajetória do cantor Jair Rodrigues

Jair Rodrigues morreu na manhã desta quinta-feira em casaAg. News

Na década de 1960, já morando na capital paulista, começou a se apresentar na televisão e fez bastante sucesso em parcerias com a cantora Elis Regina no programa "O Fino da Bossa", na TV Record.

Gravou o primeiro disco em 1962, com duas músicas que faziam referência à Copa do Mundo daquele ano: "Brasil Sensacional" e "Marechal da Vitória". Os primeiros LPs foram "Vou de Samba com Você" e "O Samba Como Ele É", de 1964, época em que tornou-se famoso com a faixa "Deixa Isso Pra Lá" (Alberto Paz e Edson Meneses), canção que é considerada uma precursora do rap brasileiro.

Em 1965, cantou pela primeira vez com Elis Regina, com quem lançou o LP "Dois na Bossa". em seguida, a dupla comandou o programa "O Fino da Bossa", na TV Record.

Em 1966, Jair Rodrigues participou do festival da Record com a canção "Disparada", de Geraldo Vandré e Théo de Barros. A música terminou como vencedora do evento, ao lado de "A Banda", interpretada por Nara Leão.

Jair Rodrigues se apresenta os filhos%2C Jairzinho e Luciana MelloIsadora Faria / Agência O Dia

Já em 1971, o cantor lançou "Festa para um Rei Negro", que trazia o samba-enredo homônimo feito para o Salgueiro. A intrepretação é um dos grandes sucessos de Jair, com o refrão: "Ô lê lê, ô lá lá/ pega no ganzê/ pega no ganzá".

Entre os sucessos que foram cantados por Jair Rodrigues estão "O Menino da Porteira", "Boi da Cara Preta" e "Majestade o Sabiá".

Jair Rodrigues é pai dos cantores Luciana Mello e Jair Oliveira.

Últimas de _legado_Brasil