Por fernanda.magalhaes
Adaílton é suspeito de ter desferido mais de 40 facadas contra a namoradaDivulgação

Paraná - A polícia divulgou nesta segunda-feira a foto do supeito de ter esfaqueado a namorada, de 19 anos, na última quarta-feira, em Piraquara, região metropolitana de Curitiba. A motivação do crime teria sido o fato da jovem ter trocado o nome do companheiro Adaílton por Carlão quando estavam fazendo sexo, de acordo com informações da polícia. No entanto, a mãe da vítima afirma que ele agrediu a jovem porque ela queria se separar dele. A jovem está internada em estado grave. O homem está foragido.

Segundo a polícia, o casal teria brigado e o homem furioso, atacou a namorada e desferiu mais de 40 facadas que atingiram o peito, a barriga, o rosto e o pescoço da vítima. Ela foi levada em estado grave para o Hospital Universitário Cajuru onde passou por cirurgia de seis horas. A jovem segue internada na UTI.

Silvia Soares, mãe da vítima, contou que a filha morava com Adaílton há três anos e que queria se separar dele e voltar a morar com a mãe. O namorado teria fingido concordar com a decisão da jovem mas quando ela foi abraçá-lo, ele começou a esfaqueá-la. Silvia ainda disse que, no dia da briga, ele obrigou a namorada a beber óleo de cozinha e que ela, enquanto o namorado tomava banho, aproveitou para chamar a polícia.




Você pode gostar