Por fernanda.magalhaes

Paraná - Uma jovem de 22 anos e os pais dela, a mãe de 62 e o pai de 84, foram encontrados carbonizados dentro de casa, no bairro Tatuquara, em Curitiba, capital do Paraná, na madrugada desta terça-feira após o local ter pego fogo.O principal suspeito de ter incendiado a residência é o ex-namorado da jovem que foi visto pelos vizinhos saindo da casa em chamas. O suspeito foi preso acusado de triplo homicídio.

Por volta das 2h30, moradores do bairro perceberam uma movimentação perto da casa e viram um rapaz tentando entrar no local e pulando o muro. Pouco depois, o fogo tomava conta da casa e o jovem tinha fugido.

O Corpo de Bombeiros foi chamado e conseguiu controlar o incêndio para que não atingisse outras casas. Dentro do imóvel, estavam os corpos carbonizados. A jovem se chama Janaina. Expedito da Silva e Iraci Moreira da Silva foram identificados como os pai da garota.

Moradores disseram ao Corpo de Bombeiros  que o homem que teria invadido a casa foi o ex-namorado de Janaina. Eles contaram que na última quinta-feira o jovem teria agredido Janaina e os pais dela o expulsaram da casa. Nesta madrugada, ele teria voltadao para se vingar.

Mas o mais estranho foi que o mesmo homem supeito de provocar o incêndio na casa teria voltado ao local horas depois mancando e com a ajuda da mãe. Ela sangrava na perna e no rosto e dizia não saber de nada, apenas queria ajudar.

Ele foi detido pela Polícia Militar (PM) como principal suspeito dos três homicídios. A perícia esteve no local para determinar a causa da morte das vítimas. Tiros foram ouvidos antes do início do incêndio.



Você pode gostar