Menor suspeito de nove estupros é solto por falta de local para cumprir pena

Mãe do jovem tem medo de levá-lo para casa

Por O Dia

Goiás - Um jovem de 17 anos acusado de cometer nove estupros foi solto do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Luziânia, em Goiás, pelo local não haver condições de abrigar o adolescente. De acordo com a decisão da Justiça, não existe ala de isolamento e o menor, que ficou 45 dias recluso, não pode ficar na mesma área que os outros internos por representar riscos.

Jovem é solto após 45 dias internadoReprodução / TV Anhanguera

No período que esteve detido o jovem ficou em uma sala do setor administrativo, e não participou de nenhuma atividade educativa durante o período. A mãe do menor não aceita a decisão. Ela disse que tem medo de levá-lo para casa, porque a sua filha tem dois bebês pequenos.

Conforme uma funcionária do centro, que não quis se identificar, o registro do rapaz mostra que ele sofre de vários transtornos psiquiátricos e não deveria ser solto.

Além dele, outros nove infratores foram liberados devido à falta de estrutura do Case. A situação do local piorou após uma rebelião que ocorreu há cerca de 15 dia, quando os jovens destruíram duas alas e a capacidade do prédio diminuiu.

Últimas de _legado_Brasil