Por felipe.martins

Rio e Brasília - ?A presidenta da Petrobras, Graça Foster, evitou ontem comentar as declarações do ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa que, em entrevista ao jornal ‘Folha de S. Paulo’, disse que a empresa fez “conta de padeiro” na construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

A obra é investigada pelo Tribunal de Contas da União por suspeita de superfaturamento. “Não é que eu não queira falar; eu não posso”, disse Foster.

Nesta segunda-feira , o relator da CPI mista da Petrobras, deputado Marco Maia (PT-RS), disse que a prioridade da comissão é a aprovação da convocação de Paulo Roberto Costa, do doleiro Alberto Youssef, e do ex-diretor da Área Internacional da estatal Nestor Cerveró. O plano de trabalho da CPI, segundo Maia, deverá ser votado hoje.

Você pode gostar