Por tamara.coimbra

Maranhão - A greve de motoristas e cobradores de ônibus de São Luís completa 15 dias nesta quinta-feira, sem expectativa para acordo entre a prefeitura, os Sindicatos dos Trabalhadores Rodoviários do Maranhão (Sttrema) e dos Rodoviários e das Empresas de Transporte (SET). Após a reunião realizada na última terça-feira, os rodoviários decidiram cumprir a determinação da Justiça do Trabalho e voltaram a disponibilizar 70% da frota, que antes havia sido retirada totalmente das ruas.

O movimento grevista começou no dia 22 de maio. Inicialmente, os rodoviários reivindicavam 16% de aumento salarial. Em uma audiência de conciliação, os representantes da categoria apresentaram uma nova proposta, reduzindo o percentual de reajuste para 11%.

Os trabalhadores também aceitaram abrir mão da exigência de redução da jornada de trabalho de sete horas e 20 minutos para seis horas diárias, mas mantiveram outros itens da pauta, como 40% de reajuste do tíquete-alimentação, inclusão de mais um dependente no plano de saúde, implantação do plano odontológico e seguro de vida.

Você pode gostar