No segundo dia de greve, SP tem segundo recorde de lentidão das manhãs em 2014

Capital paulista registrou mais de 200 quilômetros de lentidão. Chuva prejudica o trânsito ainda mais

Por O Dia

São Paulo - O segundo dia de greve dos metroviários levou a cidade de São Paulo a bater o recorde anual de lentidão das manhãs pelo segundo dia consecutivo. Às 9h, a capital paulista registrou 214 quilômetros de congestionamento. O recorde atingido nesta quinta-feira foi de 204 quilômetros.

Antes do alto nível de lentidão registrada nesta greve do Metrô, o último recorde havia ocorrido durante a paralisação de motoristas e cobradores de ônibus, dia 22 de maio, com 168 km de congestionamento.

O congestionamento na capital paulista aumenta ainda mais com a chuva que atinge boa parte da região metropolitana nesta manhã. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), de acordo com as imagens de radar, as chuvas com intensidade fraca se deslocam de Oeste para Leste e as Zonas Sul e Oeste são as mais atingidas. No decorrer desta sexta-feira, o tempo permanece instável com períodos de melhoria. Por conta do céu encoberto, as temperaturas não oscilam muito. A máxima prevista alcança os 24ºC.

A cidade de São Paulo tem operação parcial nas linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha do Metrô na manhã desta sexta-feira-feira. As linhas 4-Amarela e 5-Lilás funcionam normalmente.

Últimas de _legado_Brasil