Professor dá aula sobre Revolução Francesa para fugir de linchamento

Confundido com ladrão, homem foi agredido e teve que 'convencer' grupo para ser desacorrentado

Por O Dia

São Paulo - Após ser confundido com um ladrão, um professor de história foi espancado por moradores de uma periferia de São Paulo. André Luiz, de 27 anos, só se viu livre das investidas violentas da população ao dar uma aula sobre a Revolução Francesa. Segundo ele, mesmo assim, ainda foi levado para a delegacia, onde permaneceu por dois dias, pois o dono do bar que foi assaltado confirmou que ele havia roubado o estabelecimento. Cerca de 20 pessoas agrediram o professor, segundo seu relato.

André Luiz foi agredido na periferia de SPReprodução Internet

André conta que foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros da região e para provar sua inocência acabou dando uma aula sobre a Revolução Francesa. Segundo os bombeiros, não houve "desrespeito ou deboche" ao professor. De acordo com André, um dos profissionais disse a ele: "Se você é professor de História, então dá uma aula sobre Revolução Francesa".

O professor fez uma breve síntese sobre a Revolução, contando que a França era o local onde o antigo regime manifestava maior força, e que a burguesia comandou uma revolta junto com as causas populares, e que havia fases da revolução. Ele conta que falou por três minutos e perguntou se já estava bom. Em seguida foi desacorrentado e encaminhado para a delegacia, segundo ele.

A confusão ocorreu na última quarta-feira quando André corria no bairro Balneário São José e um bar foi assaltado, de acordo com ele. O homem conta que corre 10 quilômetros todos os dias. Na última quarta estava de fones de ouvido e sem identificação pois mora na região, segundo ele. 


Últimas de _legado_Brasil