Por tamara.coimbra

São Paulo - Um incêndio na madrugada desta sexta-feira destruiu cinco barracos na favela de Paraisópolis, Zona Sul de São Paulo, e deixou uma idosa, de 67 anos, morta. O fogo começou à 0h55 e a operação de rescaldo durou até as 6h. Foram mobilizados 51 bombeiros, em 17 carros, para controlar as chamas.

Bombeiros tentam controlar o fogoReprodução TV Globo

A idosa Laurinda da Cruz Silva estava em um barraco e não conseguiu sair. O namorado da neta tentou retirá-la da cama, mas não conseguiu entrar porque a porta estava trancada.

Segundo a Secretaria de Ação Social, 21 pessoas de cinco famílias ficaram desabrigadas. Nenhuma delas aceitou encaminhamento para abrigo; preferiram ir para casa de parentes. Os desabrigados estão recebendo kits higiene, colchões, cobertores e cesta básica.

Um balanço parcial, informado pela subprefeitura do Campo Limpo, que abrange a favela, indica que 20 pessoas ficaram desabrigadas.

Em dezembro do ano passado, a favela enfrentou outro incêndio, que deixou pelo menos 250 famílias desabrigadas. Na ocasião, não houve registro de vítimas. O fogo começou por volta das 4h e foi controlado duas horas e meia depois.

De acordo com a prefeitura, cerca de 80 mil pessoas vivem em Paraisópolis, que é a segunda maior favela de São Paulo. Ela fica no Morumbi, um dos bairros mais nobres da capital paulista.

Com informações do iG e da Agência Brasil

Você pode gostar