Por tamara.coimbra

Paraná - O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) faz operação para combater o crime de desvio de recursos públicos na Prefeitura de São Jerônimo da Serra, no Norte do Paraná. As buscas ocorrem desde a manhã desta quarta-feira.

De acordo com o delegado do caso, o crime era cometido através de licitações fraudulentas. Entre os investigados está o prefeito Adir dos Santos Leite (PSDB). Até o momento, ele não tinha a prisão decretada, mas foi detido após assumir a posse de três armas ilegais. Além disso, dois filhos do prefeito também foram presos.

A Gaego informou que até as 8h50 desta quarta-feira 18 mandados de prisão já tinham sido cumpridos. Porém, ainda estão realizando outros 48 mandados de busca e apreensão em residências, empresas e na sede da prefeitura. Entre os presos estão os secretários municipais, três vereadores, empresários e o responsável pelo setor de licitações da prefeitura.

Oitenta policiais participam da operação batizada de Sucupira. Segundo o Gaego as investigações ocorrem há cinco meses, após denúncias do ministério público.

Você pode gostar