Por victor.duarte

Goiás - Na tarde desta sexta-feira, uma ação conjunta das Polícias Civil e Militar foi responsável pela prisão de Andrie Maycon Ferreira da Silva de 20 anos, suspeito de matar João Antônio Donati, 18, em Inhumas, na Região Metropolitana de Goiânia. O corpo da vítima foi encontrado em um terreno baldio da cidade com hematomas e com pedaços de papel dentro da boca.

João Antônio Donati foi morto em um tereno baldio na cidade de InhumasReprodução Internet

A polícia chegou até o suspeito após encontrar as identidades deles próximas de onde estava o corpo. O jovem preso em uma fazenda onde trabalhava, em Inhumas. Em depoimento, ele confessou o crime e disse que manteve uma relação sexual com João no mesmo terreno onde ocorreu o homicídio.

?LEIA MAIS: Polícia investiga possível caso de assassinato por homofobia em Goiás

Segundo o delegado, a vítima tinha diversos hematomas pelo corpo e rosto, e como não tinha nenhuma fratura, suspeita-se que alguém ficou segurando o rapaz enquanto ele não conseguia respirar. Laudo do Instituto Médico Legal (IML), concluído na quinta-feira, aponta que a João lutou com o agressor antes de morrer. O documento concluiu também que a vítima morreu asfixiada e que não havia nenhuma fratura no corpo.

O caso ganhou tanta repercussão nas redes sociais que internautas de várias partes do país já marcaram protestos em cidades como Inhaumas, Belo Horizonte e São Paulo no sábado, dia 13.


Você pode gostar