Por victor.duarte

São Paulo - O Vice-Diretor Clínico e Membro do Conselho Consultivo do Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio-Libanês, o urologista Anuar Ibrahim Mitre, 65 anos, foi baleado por um paciente nas proximidades da instituição, na tarde desta segunda-feira. De acordo com a Polícia Militar, ele foi internado em estado grave no próprio hospital. O atirador, que também era médico, se suicidou com um tiro na cabeça.

A tentativa de homicídio ocorreu em um consultório onde Mitre atendia, localizado em um centro médico da Rua Ádima Jafet, no bairro da Bela Vista, região central da capital paulista. A PM afirma ter recebido uma ligação acusando barulhos de tiros na área às 16h15 e, ao chegar ao local, descobriu a vítima e o atirador.

A assessoria de imprensa do Sírio-Libanês confirmou a internação do médico, mas ressaltou que o atirador não tinha qualquer relação com o hospital, nem como profissional nem como paciente. O hospital não deu detalhes sobre o estado de saúde da vítima.

O Dr. Sergio Carlos Nahas, responsável pelo primeiro atendimento às vítimas, chamou a cena do crime de "catastrófica" e afirmou que Mitre foi submetido a uma cirurgia devido aos dois tiros que o atingiram. No entanto, ele amenizou a gravidade do caso.

"A tomografia deve confirmar que não houve lesão na massa encefálica. Então, ele deve ficar bem", resumiu.

Você pode gostar