Por victor.duarte

Bahia - Nesta terça-feira, Valdelúcio de Oliveira, de 54 anos, que foi declarado morto pelo Hospital Geral Menandro de Faria (HGMF), na região metropolitana de Salvador, teve alta e deixou o hospital andando. Segundo a família, o homem está lúcido e se recupera bem.

LEIA MAIS: Após ser declarado morto, homem é retirado de saco fúnebre na Bahia

Duas horas após ter a morte declarada, Valdelúcio, que descobriu há três meses que tem um estágio avançado de câncer, foi retirado de um saco fúnebre vivo. O caso ocorreu na madrugada do dia 25 de agosto, quando o paciente se sentiu mal e foi levado para o hospital em Lauro Freitas. A causa da suposta morte foi registrada como falência múltipla de órgãos.

A família revelou que a equipe médica retirou os aparelhos que estavam conectados e levou o paciente para o necrotério já com algodões no ouvido e nariz. Um atestado de óbito emitido pelo hospital comprovou a morte de Valdelúcio. A instituição abriu sindicância para apurar o que pode ter acontecido.

Homem ficou dentro de saco fúnebre durante 2 horas após ser declarado como morto em hospital Reprodução Internet


Você pode gostar