Padre é suspeito de desviar R$ 800 mil de Igreja no Paraná

Dinheiro de doações e de eventos promovidos pela Paróquia eram desviados com falsos relatórios

Por O Dia

Paraná - Um padre e três funcionários foram denunciados pelo Conselho Econômico da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Cascavel, no Oeste do Paraná, por desviar R$ 800 mil desde 2011. De acordo com a denúncia, o dinheiro de doações e de eventos promovidos pela Igreja eram desviados com falsos relatórios. O Arcebispo Metropolitano de Cascavel confirmou a falsificação da assinatura do tesoureiro em documentos.

O padre investigado e testemunhas já foram ouvidas. Eles têm até o dia 30 de setembro para mostrar um relatório sobre o caso. Após esta etapa, um promotor de Justiça, formado em direito canônico, será nomeado pelo arcebispo.

Na ocasião, este promotor vai decidir se solicita ao bispo a abertura de um processo canônico ou arquiva o processo. Caso seja aberto, o tribunal eclesiástico julgará o padre.

O sacerdote denunciado vai continuar atuando na paróquia durante as investigações.

Últimas de _legado_Brasil