Por marina.rocha

São Paulo - O nível dos reservatórios do Sistema Cantareira voltou a cair neste domingo e atingiu 7,1% do total de armazenamento. No sábado, o sistema conseguiu ficar estável, em decorrência das chuvas, e manteve o mesmo nível da sexta-feira (7,2%). A água que está sendo retirada do reservatório pertence à primeira cota do volume morto.

Na última quinta-feira, o secretário estadual de Saneamento e Recursos Hídricos, Mauro Arce, declarou que a primeira cota da reserva técnica do Sistema Cantareira, o chamado volume morto, deve se esgotar no dia 21 de novembro. Uma segunda e última cota de reserva técnica deverá acrescentar cerca de 10,7% às reservas do sistema. No entanto, a extração de água do segundo volume morto ainda não foi autorizado pela Agência Nacional de Águas (ANA), que espera o envio de um plano de exploração pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

Chuvas fortes não estão previstas para o início da semana. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da prefeitura de São Paulo, a segunda-feira terá predomínio de sol e temperaturas mais elevadas. Por conta do calor e da disponibilidade de umidade, as nuvens aumentam à tarde e há previsão de pancadas de chuva de forma isolada e rápida. Na terça-feira, o tempo não muda. Sol, calor e pancadas de chuva entre o fim da tarde e o início da noite. As temperaturas permanecem estáveis.

Você pode gostar