Por victor.duarte

Mato Grosso do Sul - Foi encerrado o trabalho de mergulhadores brasileiros que buscavam desaparecidos no barco Sonho do Pantanal, que naufragou no Rio Paraguai, na fronteira com o Brasil. Segundo o Corpo de Bombeiros de Porto Murtinho (MS), a embarcação se moveu nos últimos dias e virou, estando agora em águas mais profundas e com o casco virado para cima. Uma estratégia para resgate do barco está sendo estudada.

Barco naufragou no Rio Paraguai%2C em Mato Grosso do Sul%2C na tarde de quarta-feiraDivulgação / Marinha do Brasil

De acordo com a explicação, a situação atual dificulta o trabalho dos 14 mergulhadores do Corpo de Bombeiros que estavam atuando na região. As buscas continuam sendo feitas por meio das embarcações que foram cedidas pela Marinha. “Se tornou um perigo para o mergulhador, por isso os mergulhos foram cancelados”, explicou o soldado Câmara. Ele acrescentou que mergulhadores paraguaios continuam em atividade.

O Corpo de Bombeiros informou que, até agora, 11 corpos foram resgatados. Dois brasileiros e um paraguaio continuam desaparecidos. A embarcação afundou por volta das 17h30 (18h30 no horário de Brasília) de quarta-feira passada, a 444km a oeste de Campo Grande. De acordo com os bombeiros, 16 turistas brasileiros e dez tripulantes paraguaios estavam no barco.

Segundo os bombeiros, o acidente ocorreu durante uma tempestade com ventos de até 93km/h

Você pode gostar