Polícia investiga vazamento de 'selfie' de atirador durante sequestro no DF

De acordo com a corporação, a foto serve para verificar a posição dos atiradores

Por O Dia

Distrito Federal - A Polícia Civil do Distrito Federal apura o vazamento de uma "selfie" feito por um atirador de elite enquanto um homem fazia o mensageiro do hotel Saint Peter em Brasília refém, na última segunda-feira. O funcionário ficou quase oito horas sob a mira de uma pistola de brinquedo e usando um colete falso de explosivos.

Sequestrador que ameaçou explodir refém em Brasília fazia exigências políticas

Foto tirada para estudar as posições e definir estratégias em novas situaçõesReprodução Internet

O sequestrador, identificado como Jac Souza dos Santos, de 30 anos, exigia a renúncia da presidenta Dilma Rousseff, a reforma política, aplicação imediata da Lei da Ficha Limpa e a extradição do ex-ativista italiano Ceasare Battisti. Ele está preso na carceragem do Departamento de Polícia Especializada.

Na foto, que se tornou alvo de investigação da Corregedoria da Polícia, é possível ver o policial em cima de um prédio vizinho onde ocorreu o sequestro, enquanto, no fundo, um colega está posicionado com a arma. Segundo a corporação, a imagem tinha a finalidade de verificar a posição dos atiradores.

O delegado informou que a foto faz parte de um treinamento interno, para estudar as posições e definir estratégias em novas situações. A Divisão de Operação Especiais investiga o caso.

O inquérito será encaminhado à Corregedoria, que vai apontar os responsáveis pela divulgação da imagem e que serão punidos.

Últimas de _legado_Brasil