Ex de suposto serial killer diz que nunca desconfiou de suas atitudes

'Ele é um sedutor', afirma a universitária que manteve um relacionamento por seis meses com o vigilante

Por O Dia

Goiás - Uma universitária que manteve um relacionamento por seis meses com o vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, apontado como o autor de 39 assassinatos em Goiânia, afirmou que nunca desconfiou das atitudes do rapaz. “Eu só achava estranho ele ser caladão, mas não imaginei que pudesse ser um serial killer. Ele é um sedutor”, relatou a estudante, que preferiu não se identificar.

De acordo com a mulher, o vigilante sempre foi muito carinhoso e atencioso. Além disso, a universitária comentou que o jeito misterioso de Tiago a atraiu. A estudante disse ainda que caso seja realmente o serial killer que matava mulheres em Goiânia, Tiago também poderia ter usado seu carisma para conseguir atrair as vítimas.

Tiago ao lado do advogado na prisão em GoiâniaAgência Estado

Algumas atitudes de Thiago durante as relações sexuais chamaram a atenção da estudante. Segundo a mulher, ele ficava muitas vezes de olhos fechados e dizia que era por causa da claridade. Além disso, Tiago cobria o rosto da universitária com os cabelos dela durante o ato.

'Vontade de matar'

O suposto serial killer disse aos policias na madrugada desta segunda-feira que "está com vontade de matar", revelou o delegado Eduardo Prado. Segundo o delegado, o vigilante perguntou para os agentes que se matasse alguém dentro do presídio ele responderia criminalmente por isto. Além disso, outra atitude que chamou a atenção dos policiais foi que Tiago leu 40 revistas de trás para frente de forma rápida, durante a madrugada desta segunda. O delegado informou ainda que o vigilante pediu bebida alcoólica na cela, mas não foi atendido.

De acordo com a polícia, Tiago precisa ser monitorado a todo momento, já que ele tentou suicídio. Prado diz que, quando o suspeito for encaminhado a uma penitenciária, ele precisará de atenção redobrada. Os agentes informaram que ainda não há previsão da transferência do vigilante.

Crimes

O vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha foi preso na noite da última terça-feira em Goiânia. O suposto serial killer confessou à polícia ter matado 39 pessoas desde 2011. Entre suas vítimas estão oito moradores de rua, assassinados em 2013, 15 mulheres mortas a tiros nas ruas da cidade desde janeiro e homossexuais.

Na residência, os policiais apreenderam uma moto, um revólver calibre 38 e duas placas roubadas de motos, que seriam usadas nos dias em que praticava os crimes para evitar a identificação.

Na confissão, Tiago, segundo a polícia, disse que não conhecia suas vítimas e que as matava porque sentia raiva. O diretor-geral da Polícia Civil de Goiás, João Carlos Gorsk, afirmou estar convencido que o vigilante é o responsável pela série de assassinatos. “Trata-se de um psicopata”, afirmou Gorksk.

Últimas de _legado_Brasil