Por clarissa.sardenberg

Paraná - Boletim médico divulgado na manhã deste domingo pelo cardiologista Rubens Zenobio Darwich, do Hospital Santa Cruz, em Curitiba, informa que o doleiro Alberto Youssef, internado desde a tarde deste sábado, está consciente, lúcido e orientado, “com sinais vitais dentro da normalidade”.

Doleiro apresenta quadro estável e ficará internado por 48 horasDivulgação

O ministro da Justiça José Eduardo Cardozo criticou neste domingo os boatos de que o doleiro teria morrido. Segundo ele, a boataria é "profundamente deplorável".

De acordo com o diretor clínico do hospital, Arthur Leal Neto, o doleiro deu entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Coronariana as 16h20 deste sábado, em função de um episódio de síncope (perda rápida da consciência), mas apresentava um quadro clínico estável com “sinais de desidratação e emagrecimento importante”.

Leal Neto ainda afirmou que a avaliação inicial não mostrou qualquer sinal de intoxicação e o que o quadro cardiológico também era estável. “Até o momento, apresenta exames laboratoriais e outros exames complementares dentro da normalidade”, destacou.

Youssef continuará em observação. Esta é a terceira vez que o doleiro precisou de atendimento médico desde que foi preso pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal (PF), em março deste ano.

A PF divulgou nota neste domingo informando que o doleiro passou bem a noite e permanecerá hospitalizado por 48 horas, sob escolta de policiais. Neste sábado, a Superintendência da PF em Curitiba negou a suspeita de envenenamento. No texto, informa que a internação ocorreu em função de “uma forte queda de pressão arterial causada por uso de medicação no tratamento de doença cardíaca crônica”.

Você pode gostar