Chuva e rajadas de vento prejudicam moradores do Rio Grande do Sul

Passagem de uma frente fria deixou 48 mil moradores sem luz na cidade de Santa Rosa, na região Noroeste do estado

Por O Dia

Rio Grande do Sul - Um temporal atingiu parte do Rio Grande do Sul e deixou 48 mil moradores das regiões Noroeste e das Missões sem luz nesta quinta-feira. De acordo com a Rio Grande Energia (RGE), empresa que faz o abastecimento da região, 48 mil clientes estão sem luz nas Regiões Noroeste e das Missões do Rio Grande do Sul e o município mais afetado foi Santa Rosa, locailzado na região Noroeste.

A chuva deixou 48 mil moradores da cidade de Santa Rosa sem luzReprodução Internet


No município, rajadas de vento de até 132 km/h, causadas pelo avanço de uma frente fria, destelhou 50 casas e deixou árvores caídas, o que danificou a rede elétrica. De acordo com Élio Froehlich, sargento do Corpo de Bombeiros de Santa Rosa, a falta de energia elétrica prejudicou o socorro aos moradores que tiveram as residência danificadas com o vento.

Ainda segundo o sargento, quedas de galhos e árvores prejudicaram os acessos de Santa Rosa para as cidades vizinhas de Giruá, Três de Maio, Santo Cristo, Cândido Godoi e Tuparendi. Um acidente chegou a ser registrado entre Três Rios e Santa Rosa.

Apesar disso, ninguém se feriu. Em 16 horas, choveu 70mm, o que corresponde a 38% da média prevista para janeiro. Já na cidade de São Luiz Gonzaga, na região das Missões, houve registro de 85 mm de chuva em 12 horas, o que representa 47% da média esperada de chuva para esse mês.

Apesar da intensidade da chuva, não houve registro de chamadas para São Luíz Gonzaga. A frente deve se deslocar para a capital, Porto Alegre, à noite e há risco de temporais. Para esta sexta-feira, o céu deve abrir e as temperaturas entrarão em queda, devido a entrada de uma massa de ar polar. Para o final de semana, a previsão é de tempo firme e não há possibilidades de chuva

Últimas de _legado_Brasil