Por felipe.martins

Brasília  -  O Senado arquivou, sem votar, o projeto que classificava como crime a homofobia, previa punição para homofóbicos e tramitava há oito anos. O arquivamento foi decidido por questões burocráticas, já que, pelo Regimento, quando texto passa duas legislatura sem ser votado deve sair da pauta.

A maior resistência à votação do projeto que, na prática, equipararia a homofobia ao racismo era da bancada evangélica. Os representantes da corrente, principalmente os pentecostais, conseguiram impedir que ele fosse levado a votação. A esperança dos defensores dos direitos humanos e dos homossexuais agora é a aprovação de projeto igual, da deputada Maria do Rosário (PT-RS), que tramita na Câmara dos Deputados.

Você pode gostar