Ronaldinho Gaúcho é condenado por dano ambiental no Rio Grande do Sul

Apoiador e o seu irmão, Assis, vão ter que demolir construção irregular em Porto Alegre e desembolsar R$ 800 mil em multa

Por O Dia

Rio Grande do Sul - Fora do Brasil, atuando no futebol mexicano, Ronaldinho Gaúcho terá que responder por problemas relativos a Justiça do Rio Grande do Sul. Ao lado do seu irmão e empresário, Assis, o atleta foi condenado por dano ambiental devido a uma obra irregular realizada na superfície do Lago Guaíba, na Zona Sul de Porto Alegre. Além de retirar a construção, o pentacampeão terá que pagar R$ 800 mil, em valor a ser corrigido pelo IGPM e com 12% de juros ao ano. O valor será destinado ao Fundo Estadual do Meio Ambiente.

Ronaldinho Gaúcho sofreu derrota na JustiçaMárcio Mercante / Agência O Dia

A punição foi decidida pela 3ª Vara Cível da capital, ainda em outubro do ano passado, mas somente em janeiro de 2015 que o Ministério Público foi notificado. Além disso, Ronaldinho terá que demolir a canalização do Arroio Guabiroba, feita com muros e pedras, a pavimentação das margens e as pontes construídas. A área é considerada de preservação permanente.

Ronaldinho Gaúcho e Assis vão ter até seis meses para modificar a região. A data começa a valer assim que o projeto técnico for aprovado. Caso não seja cumprida a ordem da Justiça, os dois terão que pagar uma multa de R$ 100 mil por dia. Por novas intervenções, o valor chega a R$ 500 mil.

Últimas de _legado_Brasil