UTI neonatal  é fechada em Taubaté

Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo interditou unidade por causa da contaminação de recém-nascidos por uma bactéria resistente a antibióticos

Por O Dia

A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo interditou na quarta-feira o Hospital Universitário de Taubaté por causa da contaminação de recém-nascidos por uma bactéria resistente a antibióticos. Três dos noves bebês internados na UTI neonatal contraíram o micro-organismo e foram transferidos para outra unidade.

Segundo informe do órgão, a interdição da UTI foi decidida como medida preventiva.
Este mês, uma criança que estava internada no local morreu, mas a Secretaria ainda espera resultados de exames para saber se ela foi vítima da contaminação. O bebê sofria de uma doença grave e nasceu prematura.

De acordo com a Secretaria, os outros seis bebês que estavam internados no local não foram contaminados pelo micro-organismo, que é multirresistente. Os contaminados receberão tratamento no Hospital Regional de Taubaté.

DESINFECÇÃO TOTAL

Durante o período de interdição, a UTI neonatal do Hospital Universitário passará por desinfecção de materiais e de equipamentos. Além disso, será feita a pintura total do setor. A expectativa é que o trabalho demore pelo menos uma semana. Mas, segundo a Secretaria de Saúde de São Paulo, o atendimento a grávidas em casos de emergência será mantido. Também funcionarão normalmente todos os outros setores.

Últimas de _legado_Brasil