Explosão em refinaria da Petrobras deixa três feridos na Bahia

Trata-se do segundo acidente na refinaria em menos de uma semana, segundo nota do sindicato dos petroleiros do estado

Por O Dia

Bahia - Uma explosão na Refinaria Landulpho Alves (RLAM) da Petrobras, na Bahia, durante uma parada programada de manutenção feriu três funcionários neste domingo, mas o abastecimento ao mercado não será afetado, disse nesta segunda-feira a estatal. Por conta do incidente, os trabalhadores realizaram uma manifestação nesta manhã.

Segundo a estatal, o problema ocorreu em um vaso da Unidade Geradora de Hidrogênio durante a realização de um serviço. De acordo com o Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro-BA), um dos feridos teve 70% do corpo queimado e teve uma fratura, um outro teve queimaduras em 25% do corpo, e a terceira vítima teve 10% do corpo queimado, além de corte na cabeça.

A estatal não informou se a produção de derivados de petróleo foi afetada pelo acidente. A unidade tem a segunda maior capacidade de processamento do país, de 323.000 barris de petróleo por dia e também é a segunda maior em complexidade, segundo informações do site da Petrobras.

"Todos os serviços da parada de manutenção foram interrompidos para averiguação das causas do acidente", disse a Petrobras em nota enviada à imprensa.

O acidente ocorreu em um vaso da Unidade Geradora de Hidrogênio da refinaria.

Segundo a empresa, os feridos foram prontamente atendidos pela equipe médica da refinaria, encaminhados ao hospital com toda a assistência necessária.

Trata-se do segundo acidente na refinaria em menos de uma semana, segundo nota do sindicato dos petroleiros da Bahia (Sindipetro-BA). Na última quarta-feira a RLAM registrou um incêndio, disse a entidade.

Últimas de _legado_Brasil