Avião com 188 a bordo faz pouso de emergência em Porto Alegre

Deputado Júlio Delgado (PSB-MG), candidato a presidente da Câmara, era passageiro

Por O Dia

Rio - Um avião da companhia aérea Azul que partira de Belo Horizonte com 113 passageiros e cinco tripulantes fez na manhã de segunda-feira um pouso de emergência na Base Aérea de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Com problemas nos flapes dos dois lados, a aeronave não pode pousar no Aeroporto Salgado Filho, porque a pista é considerada curta para um pouco de emergência.

A decisão de pousar na base aérea foi tomada, após três tentativas abortadas pelo piloto, porque ela é considerada mais segura. Antes de o avião descer, ambulâncias e equipes do Corpo de Bombeiros foram enviadas para a base. Mas ninguém ficou ferido na aterrissagem.

O deputado federal Júlio Delgado (PSB-MG), candidato à presidência da Câmara dos Deputados, contou que o piloto manteve os passageiros informados sobre os problema e os procedimentos que eram tomados. Segundo o parlamentar, que viajara a Porto Alegre em campanha e para fazer contatos com colegas e se reunir com o governador gaúcho, José Ivo Sartori, o clima na aeronave era de tensão. Ele contou que muitas pessoas choravam ou rezavam enquanto esperavam pela aterrissagem.

Delgado disse que na hora em que o avião desceu, notou que a frenagem foi de forma muito mais acentuada que o usual. Quando o avião, finalmente, parou sem danos, os passageiros aplaudiram o piloto. “O pouso foi mais forte. Deu uma forçada

O drama dos passageiros e tripulantes durou aproximadamente uma hora e meia. O avião deveria pousar às 8h59, mas, quando o piloto relatou à torre os problemas técnicos, foi adiado inicialmente para 9h25. Com a necessidade de trocar o aeroporto pela base aérea, a aterrissagem só pode ser feitas às 10h22.

A Azul divulgou nota confirmando problemas técnicos na aeronave, mas sem explicar quais foram. O pouso emergencial aconteceu três dias depois de o ministro da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, Eliseu Padilha, ter afirmado que o governo federal não vê necessidade de investir no prolongamento da pista do Aeroporto Salgado Filho.

Últimas de _legado_Brasil