Velório do surfista Ricardinho reúne amigos, parentes e surfistas

Ricardo dos Santos foi morto com três tiros em frente a sua casa no início da tarde de terça-feira

Por O Dia

Palhoça, SC - O velório do surfista Ricardo dos Santos, que foi morto em frente a sua casa após levar três tiros, aconteceu na manhã desta quarta-feira na Guarda do Embaú, localidade de Palhoça, em Santa Catarina. Nomes do surfe nacional como Alejo Muniz e Jaqueline Silva foram dar o último adeus ao surfista, que também reuniu centenas de pessoas.

Amigos, parentes e surfistas acompanharam o velório do surfista RicardinhoReprodução Instagram


Além das lamentações, o clima no Salão Paroquial da Guarda do Embaú, local onde ocorreu o velório, era de indiguinação com o crime. Amigos, parentes e a ex-namorada de Ricardinho, a modelo Karoline Esser, fizeram discurso sobre o jovem morto. Como forma de homenagem, pranchas do surfista e fotos foram colocadas no local da cerimônia.

O corpo de Ricardinho chegou ao salão da igreja na noite de terça-feira, por volta das 23h10. A família havia optado, inicialmente, por cremar os restos mortais do atleta e jogar as cinzas no mar da Guarda do Embaú. Porém devido a dificuldades na emissão da escritura, os parentes decidiram por realizar um enterro. Ricardinho faleceu no início da tarde de terça-feira, devido a um choque hemorrágico e disfunção de múltiplos órgãos, causados pelos tiros.

Surfista Ricardo dos Santos morreu em frente a sua casa

Após o anúncio da morte, surfistas do mundo inteiro fizeram homenagens à Ricardinho. Em Pipeline, no Havaí, atletas fizeram uma grande roda no meio do mar como forma de homenagem, que foi testemunhada pelo fotógrafo Bidu Correia e pelo surfista americano Kelly Slater. A Liga Mundial de Surfe (WSL) também informou que fará uma homenagem ao surfista na praia da Guarda do Embaú. Dirigentes da entidade marcarão presença, entre eles o CEO, Paul Speaker.

Últimas de _legado_Brasil