Nivel do Sistema Cantareira cai, apesar da chuva

Sabesp já prepara a utilização da terceira cota do volume morto do reservatório

Por O Dia

Rio - A crise da água em São Paulo continua preocupante. Ontem, o Sistema Cantareira, principal reservatório que atende os moradores da capital e região metropolitana, caiu de 5,3 para 5,2%, já contando a segunda cota do volume morto. A preocupação é maior porque na sexta-feira o reservatório recebeu a maior quantidade de chuva deste mês, com precipitação de 25,9 milímetros. Até ontem choveu apenas 33,5% do previsto para janeiro.

Mesmo com chuvas fortes na Região Metropolitana de São Paulo%2C os reservatórios que formam o Sistema Cantareira continuam em quedaEfe


Nos outros reservatórios, porém, os níveis aumentaram. No Alto Tietê, ele subiu de 10,3% para 10,4%. Já no Sistema Guarapiranga, passou de 38,5% para 39,4%, enquanto no Alto Cotia cresceu de 28,5% para 28,6%. Outro que também ganhou em volume em volume foi o sistema Rio Grande, que subiu de 70,3% para 71,7%. Já o Rio Claro permaneceu em 30,6%. O Cantareira, que vem apresentando queda diária de 0,1% desde o dia 11 de janeiro, responde pelo abastecimento de 6,5 milhões de pessoas.

Para tentar garantir a água, a Sabesp, que controla os reservatórios, trabalha para diminuir a retirada do líquido das represas que formam o sistema. Há previsão de temporal para hoje na capital paulista, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A Sabesp também já se prepara para utilizar a terceira cota do volume morto, que precisa de bombas para ser retirado. O volume é de 41 milhões de litros. Ontem, a região do ABC registrou chuva de granizo durante a tarde.

IBIRAPUERA SEM ÁGUA

Na véspera do aniversário de 461 anos de São Paulo, hoje, o Parque do Ibirapuera ficou sem água nos seus bebedouros até o início da tarde, segundo a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente. De acordo com a Sabesp o problema ocorreu devido ao “elevado consumo e alta temperatura”, e atingiu bebedouros e borrifadores, ligados diretamente à rede de fornecimento. Issi porque houve redução da pressão na tubulação que leva água à região.

Últimas de _legado_Brasil