Por paulo.lima

Rio - O Brasil registrou em janeiro um aumento de 57% dos casos de dengue, uma expansão que o governo federal atribuiu neste sábado, em parte, à crise hídrica que afeta a região Sudeste. Nas quatro primeiras semanas do ano, o país contabilizou 40.196 casos de dengue. No mesmo período em 2014, houve 26.017 confirmações da doença, informou neste sábado o Ministério da Saúde.

Crise hídrica fez pessoas armazenarem água em casaAgência Brasil


O ministro da pasta, Arthur Chioro, afirmou que a crise hídrica levou muitas pessoas a armazenar água em suas casas por medo das restrições de fornecimento, o que pode aumentar o risco de proliferação do mosquito "aedes aegypti", que transmite a dengue. "É inquestionável que a crise hídrica apresenta risco maior de proliferação do Aedes aegypti, porque as pessoas tendem a armazenar água sem proteção, o que aumenta a possibilidade de multiplicação do mosquito", ressaltou o ministro.

Chioro se mostrou preocupado com o aumento dos casos de dengue, já que os meses com maior incidência costumam ser março e abril. "Aumentou o número de casos de dengue em um período que não era para aumentar", alertou. O Ministério da Saúde promove neste sábado o Dia D contra dengue e chikungunya. Esta última doença é transmitida pelo mesmo mosquito da dengue, provoca sintomas parecidos, mas maiores dores nas articulações e, diferentemente da primeira, não tem a forma hemorrágica.

Você pode gostar